Vamos salvar o planeta?

É fácil sentir que não podemos fazer a diferença. Mas há pequenos gestos que, se feitos por pessoas suficientes, podem mover montanhas - e salvar o nosso planeta maravilhoso.

Escrito em colaboração com especialistas ambientais da WWF - World Wide Fund for Nature - este livro apresenta mudanças simples que todos podemos implementar nas nossas vidas, de manhã à noite. Não são os únicos gestos que pode adotar. Nem são coisas que tenha de fazer efetivamente. Mas gestos como reutilizar palhinhas, fechar a torneira quando escova os dentes ou consumir mais vegetais não lhe tomam muito tempo e se alguns se tornarem permanentes, então, os nossos filhos herdarão um mundo melhor.

Desligue os aparelhos elétricos das tomadas * Poupe água * Rentabilize o guarda-roupa * Ande de bicicleta ou a pé * Reduza o consumo diário de papel * Modere o consumo de carne * Diga não ao plástico * Compre com consciência * Rodeie-se de plantas * Fique atento à pegada ecológica Invista no planeta * Organize ações de limpeza

«Agora é o tempo de agir, a natureza não pode esperar mais. A nossa sobrevivência depende da mudança. Decida salvar o planeta através destes 12 passos, e use o seu poder.» - Ângela Morgado, Diretora Executiva da ANP - Associação Natureza Portugal

A WWF — World Wide Fund for Nature é uma das maiores organizações independentes de conservação do mundo, com mais de 5 milhões de apoiantes a trabalhar em quase 100 países, em cerca de 1300 projetos de conservação.

Em Portugal, a WWF começou a operar no final da década de 1990, através do Programa Eco Regional para o Mediterrâneo. Ao longo dos anos, reuniu uma equipa multidisciplinar de conservação, angariação de fundos e comunicação, dedicada ao trabalho de conservação da riqueza natural do nosso país.

A ANP — Associação Natureza Portugal, criada em 2017, é uma ONG portuguesa sem fins lucrativos que trabalha em associação com a WWF. A missão da ANP é a conservação da biodiversidade nacional e dos ecossistemas florestais, a proteção da biodiversidade marinha e a promoção da sustentabilidade das pescas, a conservação dos ecossistemas de água doce e os seus recursos hídricos.

A ANP intervém ainda sobre o tema das alterações climáticas e na promoção do consumo sustentável.