• Autor Zuzana Ruzickova e Wendy Holden
  • Ilustrador
  • Coleção Memórias
  • ISBN 9789896685812
  • PVP 19.99 € (IVA incluído)
  • preço fixo até fim de abril de 2021
  • 1ª Edição outubro de 2019
  • Edição atual 1.ª
  • Páginas 416
  • Apresentação capa mole
  • Dimensões 150x230x27,5 mm
  • Idade

À venda a 14 de outubro

A extraordinária memória de uma sobrevivente do Holocausto.

Zuzana Ruzickova era uma jovem judia atormentada por vários problemas de saúde, que sonhava com Johann Sebastian Bach e com o seu piano. Os pais eram respeitados na comunidade e a família era dona de uma loja de brinquedos. Mas, em 1939, tudo mudou quando os nazis invadiram a Checoslováquia. Despojados da loja e da casa, a família foi enviada para o gueto de Terezín, onde o pai de Zuzana viria a morrer. Transportadas entre vários campos, incluindo Auschwitz e Bergen-Belsen, Zuzana e a mãe sobreviveram. E foi sempre a música que a salvou, ao longo de todas as provações. A música era o seu segredo, que tocava em silêncio na sua cabeça. Mas poderia algum dia fazer dela uma carreira depois de as suas mãos ficarem tão gravemente lesionadas durante o trabalho escravo?

Zuzana persistiu e, contra todas as adversidades, criou uma carreira notável, vivida sob a tirania do regime comunista. A sua história, contada nas suas palavras, é um testemunho profundo e poderoso dos horrores do Holocausto. Mas é também uma celebração da arte e do espírito que definiram a vida da «primeira-dama do cravo» — uma mulher que renasceu várias vezes através da música e que nunca perdeu a alegria de viver.

«[Um] livro de memórias extraordinário. Um registo comovente de uma vida bem vivida perante obstáculos terríveis.» Sunday Times

«Uma história dramática de como um terrível sofrimento pode ser superado com uma incrível coragem.» The Daily Telegraph

Zuzana Ruzickova nascida em 1927, foi uma conceituada cravista checa, que sobreviveu a três campos de trabalho escravo nazis. Gravou mais de cem discos e as suas atuações foram aclamadas por todo o mundo. Esteve casada com o compositor Viktor Kalabis durante mais de 50 anos, até à morte dele, em 2006.

Uma das mais reconhecidas artistas do século XX, foi a primeira cravista a gravar a totalidade da obra de Bach para teclas. Zuzana faleceu em Praga, em 2017, aos 90 anos. Duas fundações, uma em Praga e outra em Washington, D. C., dão continuidade à promoção do trabalho de Zuzana e Viktor.

Wendy Holden é autora do bestseller Os Bebés de Auschwitz (ed. Vogais, 2015), foi jornalista durante dezoito anos, tendo trabalhado mais de uma década no The Daily Telegraph, como correspondente estrangeira e de guerra por todo o mundo. É autora e coautora de mais de 30 livros sobre vidas de mulheres extraordinárias. Saiba mais em www.wendyholden.com